sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Entalada -

Minha mente anda inquieta. Meus pensamentos estão fervendo como uma locomotiva à todo vapor. Acho que isso é coisa demais para uma pessoa só, coisa demais dentro de mim.
Eu me pergunto até quando vou acordar e ver aquelas palavras invadirem o meu pensamento sem pedir licença. 
Talvez permaneçam por um tempo, pelo simples fato de estar entalada com elas. Mas no que depender de mim, vou me ver livre o quanto antes. Mas para isso, devo dizer também as minhas, as minhas doces e gentis palavras. E depois, vou poder soltá-las, as tais, que me fizeram mal, e sorrir outra vez.

Um comentário:

  1. Olá! No momento estou apenas te seguindo, mas prometo voltar e comentar em breve suas postagens!Agradeceria se seguisse o meu blog, assim criamos um vínculo que facilite a divulgação de ambos os blogs! passa lá?
    http://medicinepractises.blogspot.com/

    ResponderExcluir