quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Desafio -

Recebi esse desafio da Juh, O que um coração sente e os olhos retratam, as mãos escrevem.
   adorei e espero que também gostem! ;)


    PERFIL
Nome: Bianca Guedes
Idade: 17 anos
Aniversário: 26/06
Emprego: Sem nome específico. [?]
Estado Civil: Solteiro
Onde vive (apartamento ou casa):  Casa
Imãos: Dois irmãos
Animais: Um cão, três gatos.
Fuma: Não
Bebe: Não

APARÊNCIA
Piercings: Não
Tatuagens: Não
Aparelho nos dentes: Não
Roupas: Jeans e camiseta
Cor dos olhos: Castanhos
Cor do cabelo: Castanho

FAVORITOS
Cor: Preto
Número: 6
Animal: Maritaca
Flor: -
Comida: Massa
Sabor de sorvete: Chocolate
Doce: Chocolate [?]
Bebida alcoólica: -
Tipo de música: Rock
Banda/ artista: Mais de um(a)
Música: Iris - Goo Goo Dolls
Livro: Eclipse
Filme: Muitos <3
Programa de TV: Desenhos *-*
Melhor amigo: Mais de um.
Dia da semana: Sábado
Esporte: Futebol

VIDA AMOROSA
Nome da pessoa amada: -
Estão juntos há quanto tempo: 
E de casados, há quanto tempo: 
Local em que se conheceram: -
Foi amor à primeira vista? -
Quem deu o primeiro passo? -
Já te deu flores: -
A coisa mais doce que ele te deu: -
Um sonho de vocês dois: -
Uma curiosidade do casal: -
Quem tem mais ciúme? -
Ele se dá bem com a sua família? -
E você com a dele? -

OUTROS
Sabe dirigir?  Não
Tem carro/moto? Não
Fala outra língua? Não
Coleciona algo? Fotos legais que acho pela internet
Fala sozinha(o)? Às vezes
Se arrepende de alguma coisa? Não
Religião: Cristão protestante
Confia nas pesssoa facilmente? Não
Perdoa facilmente:  Acho que sim
Se dá bem com os seus pais:  Sim
Desejo antes de morrer: -
Maior medo: Solidão
Maior fraqueza: Insegurança
Toca algum instrumento? Não :s

ALGUMA VEZ
Escreveu alguma poesia? Sim
Cantou em público? Não. g.g
Fez alguma performance em palco? Não
Andou de Patins? Não
Teve alguma experiência que quase morreu? Não
Sorriu sem razão? Sim :D
Riu tanto que chorou? Muitas vezes
Como você está se sentindo hoje: Muito bem ^^
O que te faz feliz:  Ficar perto de quem eu amo.
Com que roupa está agora? regata, short do pijama e meias. '-'
Cabelo: juba. (y)
Brincos? Pequenos, bem pequenos. o.o 
Algo que você faça muito: ficar na internet
Conhece alguém que faça aniversário no mesmo dia que você?  Não =)
Está confortável com o teu peso: Não muito :D

 
ACABE A FRASE:
Gostaria de ser... fotógrafa. *-*
Eu desejo...  ser feliz daqui pra frente.
Muitas pessoas não sabem... o que estou sentindo agora.
Eu sou... muiito indecisa.
O meu coração é... de manteiga

                                                       Casos e Acasos

                                                          Blog Inteligente
                                                      Um pedaço de mim
                                                Um novo olhar para a medicina
                                                             Unbelievable

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Primeiros selos -

Sempre lembrando de mim, recebi esses selos da querida Juliane Bastos, muito obrigada Juh, de verdade. :)
Amei! *-*









quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Os dias vão passar -

E eu vou continuar assim, triste e inconformada. Até quando eu não sei, só o tempo pode me dizer, embora eu não esteja sendo uma boa menina com ele. Eu vou continuar chorando, todos os dias, todas as vezes que eu lembrar, todas as vezes em que eu escrever sobre a minha dor.
Eu não choro só pelo fim em si, mas principalmente, por ter deixado um gosto amargo na boca de alguém.
Eu choro inconformada, por alguém achar que eu não estava nem aí, por achar que eu não gostava, que eu não ligava, quando a única coisa que eu sabia fazer, era amar. O mais puro e sincero amor, de cuja existência eu até duvidava.  E essa é a única certeza que eu tenho no momento. Eu amei, de verdade. E o que mais me dói, é a pessoa pra quem eu dei esse amor, duvidar dele.

domingo, 9 de janeiro de 2011

Ausência -

Domingos, sempre tão.. tediosos.


Pra falar a verdade, nem sempre foram assim. Já foram bons algum dia, quando eu tinha com quem compartilhar.
Mas o tempo bom se foi, por um tempo. E os domingos pioraram, como todos os outros dias.
De uma hora pra outra passei a gostar menos dos finais de semana, talvez pela falta de alguém.
E hoje é domingo, e eu não fiz nada. Absolutamente nada de bom, nada de interessante. Talvez pela falta...   e sempre vai ser.
Mas eu sinto tanta ânsia de fazer algo, de sair por aí, de viver. E não realizar tais coisas, me deixa triste.
E talvez uma hora eu consiga fazer o que eu quero, quando eu superar a ausência no meu peito.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Entalada -

Minha mente anda inquieta. Meus pensamentos estão fervendo como uma locomotiva à todo vapor. Acho que isso é coisa demais para uma pessoa só, coisa demais dentro de mim.
Eu me pergunto até quando vou acordar e ver aquelas palavras invadirem o meu pensamento sem pedir licença. 
Talvez permaneçam por um tempo, pelo simples fato de estar entalada com elas. Mas no que depender de mim, vou me ver livre o quanto antes. Mas para isso, devo dizer também as minhas, as minhas doces e gentis palavras. E depois, vou poder soltá-las, as tais, que me fizeram mal, e sorrir outra vez.
Querido Diário


Ultimamente uma frase anda pendurada em minha mente, como quem não quer nada, mas que permanece. Uma frase dessas meio que de "auto-ajuda", digamos assim. E sabe de uma coisa? Estou começando a acreditar no que ela diz.



Diz o seguinte: "Não se perde, o que nunca se teve."


    . Não me recordo de onde a li, mas sei que se encaixa em mim no momento.

O Fim -


Apesar de tudo, aquele não deixou de ser um dia normal.

Quarta-feira, 5 de Janeiro de 2011 - eu acho pelo menos. É que eu não faço questão de lembrar dias não muito agradáveis, não mesmo.

Eu sabia que aquele seria "O Dia" e, estava ansiosa com isso, afinal, tudo se resolveria enfim.
Tudo se resolveria...
E o que seria tudo final? Tudo se resumia à uma única coisa, o meu namoro. Saberia se ele continuaria então, ou se eu levaria um pé na b.., um fora melhor dizendo.
E como eu sabia que seria aquele o tal dia? Sabia porque pedi por respostas concretas. Afinal, de que serve um Não sei ? De nada .
No dia anterior a tudo, ele me disse : Se puder entrar no msn amanhã, falo contigo.
No dia D, fiz tudo o que sempre faço em um dia normal, desenhos pelas manhã, internet, trabalho.
Fiquei esperando que ele aparecesse pela tarde, mas nada. E então, à noite em casa, nada também.
E eu estava bem até ver uma janela a mais piscar no meu msn. Fiquei com borboletas na barriga, coisa bem típica de ansiedade.
Oi - disse ele.
Oi - respondi.
Depois foi uma frescura de "Tudo bem?", acompanhada de uma falsidade "Tudo, e com você?".
Mas é claro que não estava tudo bem, como ainda não está. 
Enfim, depois do nosso alto papo ele disse que seria direto. Pára tudo! É agora. E mais borboletas.
Eu me preparei tanto para esse dia que, eu realmente achei que estava pronta para o que viesse. E a vontade de acertar tudo de vez me fez crer ainda mais nisso. Mas eu estava errada.
Recebi então uma mensagem com muitas palavras, palavras demais pra quem queria um simples sim ou não. Acredite, dói menos.
Sem muita paciência e por amor próprio, pulei quase tudo e fui direto para o final onde dizia alguma coisa tipo: Quero terminar com você. E do nosso namoro, espero que guarde as boas lembranças, porque é o que guardarei.
Uma sensação estranha tomou conta do meu corpo nessa hora e um buraco parecia ter sido aberto
no meu peito. Eu tinha esperado tanto, me preparado tanto para ouvir isso, já tinha me conformado que seria um não, mas, não me contive. Algumas lágrimas se espalharam pelo meu rosto, traidoras.
Não queria ter chorado, mas não deu, embora tenha sido por poucos segundos. A mágoa e a decepção se alojaram em mim naquela noite e a única coisa que eu conseguir responder foi : Beleza.  Simples e fria.
...

E esse foi o fim de tudo, ou quase. Ainda tenho que ler aquelas palavras que vão me assombrar por um longo tempo.